Um Blog de histórias, desabafos e tudo o que nos der na real gana sobre uma das muitas Vilas Formosas deste país...
Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2006
SALADA DE LARANJA COM BACALHAU ASSADO
Eu teria quatro ou cinco anos, sei que ainda não andava à escola. Os meus pais trabalhavam fora, nas campanhas do tomate e eu ficava ao cuidado dos meus avós maternos.
Os meus avós viviam num monte e é daí, desse espaço, que eu guardo as primeiras imagens de infância. O monte ficava a 6 ou 7 Km de distância da aldeia mais próxima, daí que passava muito tempo sem ver mais ninguém a não ser os meus avós, digamos que, de certa forma, era um pouco bicho do mato.
O meu avô trabalhava num monte vizinho, que talvez ficasse a uns 2 Km de distância e era eu que normalmente ia levar-lhe o almoço.
- Vai filho, leva com cautela para não entornares!
Dizia a minha avó, enquanto me entregava uma marmita de esmalte azul, com o almoço do meu avô.
Eu era um bocado cagarolas. As lagartixas, os trovões e os aviões, eram os meus grandes inimigos. Naquele dia, eu já tinha passado a zona da horta e iria talvez a meio caminho, quando passa um avião militar a jacto ( ou alfa não sei quantos), num voo razante e barulhento que me fez estremecer... e de repente outro, ainda mais baixo e mais barulhento, não tardou que não começasse a correr, completamente apavorado. caí, a marmita bate no chão e do almoço não se aproveitou nada. Ainda estava no chão e a marmita ali perto da minah cabeça, ainda deixava ouvir os estalidos do esmalte, tal foi o porradão que deu numa pedra.
A minha avó fartou-se de ralhar. O almoço que estava reservado para nós, foi para o meu avô e fez salada de laranja com bacalhau assado para nós. Não sei se a salada de laranja foi um improviso de extrema necessidade, mas o que é facto é que nunca mais comi nem vi tal receita.


publicado por extramodum às 23:54
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Anónimo a 1 de Março de 2006 às 11:33
É com agrado que falo da cozinha da minha terra, o Alentejo. Salada de laranja. Simples. Eu faço assim: Laranjas ácidas. Descasco-as, tirando o máximo de peles, para que fiquem só aquelas minusculas pérolas reluzentes. Corto em seguida em cubos, tirando todas as partes brancas. Já na travessa e escorrido o sumo que se formou, tempero com flor de sal e azeite alentejano. Aconpanha pratos gordurosos ou com muitos farináceos, pão ou arroz de forno, por exemplo. Ainda ontem acompanhei, com esta salada, brandade de bacalhau (receita dos pobres, do sul de França). Até breveJosé Antunes
</a>
(mailto:japroenca@gmail.com)


De Anónimo a 24 de Fevereiro de 2006 às 08:54
...pois é... fica sabendo que a Salada de Laranja com Bacalhau é agora uma "iguaria" que consta do Menu de muitos Restaurantes (ditos) Alentejanos que povoam a Capital e arredores!!! Assim como o Gaspacho (ou capacho como se diz na n/terra), as migas, as açordas ... e os preços não têm nada a ver : dantes era a comida "dos pobres" agora, meu amigo... é dos ricos... e não é para todos. Um abraço. Jasuíno. extramodum
</a>
(mailto:extramodum@hotmail.com)


Comentar post